quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Papo de Teleco Teco: O trabalho de Secos e Molhados com todo seu andróginismo


"Andrógino: Indivíduo que tem a aparência de homem e mulher, mesclando-se os traços masculino e feminino. À primeira vista, é difícil de se distinguir se é macho ou fêmea. É diferente do hermafrodita, que tem os dois sexos, sendo um mais desenvolvido do que o outro. O hermafrodita não tem necessariamente a aparencia de andrógino."

Se hoje em dia ser andrógino dá um borogodó na cabeça de muita gente, imaginem o que aconteceu em pleno anos 70 quando um grupo de rock pesado, mascarado, com performances bem ousadas e figurinos extravagantes apareceu no cenário musical batendo recordes de venda de discos. E como se isto não bastasse, a letra de suas músicas desciam o pau na ditadura em pleno anos de chumbo. Infelizmente a formação durou poucos anos pois Ney Matogrosso, João Ricardo e Gérson Conrad por conflitos de interesse seguiram por carreiras solos. Um fato interessante neste processo foi que mesmo a sociedade do país mostrando-se preconceituosa e machista, o Secos e Molhados continuavam a lotar shows, esgotando ingressos com todo seu androginismo; como se deu em shows antológicos como Maracanãzinho e Presidente Médice em Brasília sede do militarismo. Seria a sociedade da época enrustidamente andrógina? Vai saber não? De saldo para toda esta história foi o tato de que Secos e Molhados é considerado um dos maiores grupos de rock da história do Brasil, visto por muitos pesquisadores como um dos elos que ajudou a levar a música brasileira da Bossa Nova à Tropicália, adjetivando os modelos do que hoje consideramos rock brasileiro. Abaixo o primeiro trabalho de Secos e Molhados para vocês conferirem, afinal eles são Papo de Teleco Teco.




Secos & Molhados – Secos & Molhados (1973)1- Sangue latino (João Ricardo e Paulinho Mendonça)
2- O vira (João Ricardo e Luli)
3- O patrão nosso de cada dia (João Ricardo)
4- Amor (João Apolinário e João Ricardo)
5- Primavera nos dentes (João Apolinário e João Ricardo)
6- Assim assado (João Ricardo)
7- Mulher barriguda (João Ricardo e Solano Trindade)
8- El rey (João Ricardo e Gerson Conrad)
9- Rosa de Hiroshima (Vinicius de Moraes e Gerson Conrad)
10-Prece cósmica (João Ricardo e Cassiano Ricardo)
11-Rondó do capitão (Manoel Bandeira e João Ricardo)
12-As andorinhas (João Ricardo e Cassiano Ricardo)
13-Fala (João Ricardo e Luli)


Atenção: Este link encontra-se na Internet através de blogs e não é de responsabilidade do Ecos do Teleco Teco devendo ser deletado de seu micro no período máximo de 24 horas.Recomendamos que adquiram o cd na intenet através de sites como http://www.buscape.com.br/ ou similares preservando os direitos do ator)
Reações:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

A música pulsa como um Eco, estes sons meus amigos são os nossos teleco tecos que vibrantes pulsam igual nossos corações, valeu o comentário!!