quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Papo de Teleco Teco: Um registro histórico de Padeirinho da Mangueira


Muito se falou de Padeirinho aqui no Ecos, porém melhor do que falar de Padeirinho é ouvir este cronista do morro dando sua impressão quanto ao gênero que, no período desta filmagem começava uma nova fase de transição através do pagode e do reconhecimento da Velha Guarda. Padeirinho foi um dos maiores sambistas da Mangueira, mas infelizmente como muitos dos grandes de seu tempo também não teve o merecido reconhecimento. Abaixo registro por Ari Araújo sambista, compositor e cantor da saudosa Portela feito com o mestre no Paço Imperial em 1985 um ano antes de nos deixar.



Abaixo um registro que ficará na história realizado por Tantinho da Mangueira em homenagem à Padeirinho, sambas que mais parecem crônicas de um tempo em que o samba era mais samba.


Tantinho canta Padeirinho
01- Modificado (Padeirinho)

02- Rua das casas (Padeirinho)
03- Esta saudade (Padeirinho / Jorginho Peçanha)
04- Cuidado mulher (Padeirinho)
05- Se manda mané (Padeirinho)
06- A situação do escurinho (Padeirinho / Aldacyr Louro)
07- Logo a mim (Padeirinho)
08- O remrorso me persegue (Padeirinho)
09- Tereiro em Itacuruçá (Padeirinho / Moacyr)
10- Favela (Padeirinho / Jorginho Peçanha)
11- Distância (Padeirinho)
12- Linguagem do morro (Padeirinho / Ferreira dos Santos)
13- A mais querida (Padeirinho)
14- O Grande presidente (Padeirinho)

Atenção: Este link encontra-se na Internet através de blogs e não é de responsabilidade do Ecos do Teleco Teco devendo ser deletado de seu micro no período máximo de 24 horas.Recomendamos que adquiram o cd na intenet através de sites como http://www.buscape.com.br/ ou similares preservando os direitos do ator)
Reações:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

A música pulsa como um Eco, estes sons meus amigos são os nossos teleco tecos que vibrantes pulsam igual nossos corações, valeu o comentário!!