quinta-feira, 3 de junho de 2010

E deu Ecos: Maria Lata d'agua


É o morro mais uma vez popularizando os seus integrantes, através de cineastas que retratavam histórias reais do veio brasileiro. Isto aconteceu com Maria Mercedez Chavez, que ficou popular ao desfilar pela Portela por 45 anos com uma lata d'água na cabeça. Maria Mercedez passou a ser a famosa Maria Lata D'água, uma lavadeira do morro que simbolicamente representava todas as mulheres batalhadoras que com sacrifício abasteciam suas famílias. Com o típico bom humor e a lata de endumentária Maria após apresentar-se no Chacrinha, alcançando o privilégio de ocupar o trono do programa, ganhou destaque na cidade. Tempos depois passou a ser destaque da Portela onde mesmo morarando na Europa por 30 anos jamais deixou de desfilar. Maria Lata D'Agua representa um tempo de misticísmo carnavalesco, encantando desde os mais simples aos mais críticos, inspirando a composição de artes, músicas e poesias; como se deu na clássica música Maria Lata D'Água composta por Luiz Antonio e J. Junior em 1952 que ganhou destaque no carnaval.

Hoje mesmo convertida a Canção Nova, Mercedez ainda retrata este período como um dos períodos importantes em sua vida. Lata d'agua na cabeça lá vai Maria, lá vai Maria que representa tantas outras Marias até os dias de hoje. por Fábio


Lata D'Água
Compositor(es): Luis Antônio - Jota Jr

Lata d'água na cabeça
Lá vai Maria
Lá vai Maria
Sobe o morro e não se cansa
pela mão leva a criança
Lá vai Maria

Maria, lava roupa lá no alto
lutando, pelo pão de cada dia
sonhando, com a vida do asfalto
que acaba, onde o morro principia.
Reações:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

A música pulsa como um Eco, estes sons meus amigos são os nossos teleco tecos que vibrantes pulsam igual nossos corações, valeu o comentário!!