sexta-feira, 5 de abril de 2013

Ecoando: Se recuse a ser o último a apagar a luz..


Hoje  ouvi que a música espelha os anseios da juventude. E ai me deu um frio terrível pois  ando reparando tantos carros ouvindo músicas sem sentido que chega a dar medo. Imagine a cena, um pai com a esposa deixam seu filho no maternal as 6:50 da manhã com um funk "lascado no talo". Aí pensei se a máxima prevalecer, e a educação realmente vier de berço em pouco tempo teremos mais um jovem "fazendo dancinha de quatro". Me disseram que falta a consciência; mas   acho que na verdade o problema está na ciência e paciência para prestarmos atenção ao que estamos ouvindo. Tudo bem vão dizer que a cultura não é estática, mas este caminhar as vezes parece ir de encontro a uma regressão de sentidos e  "ouvidos".  E para piorar alguns acomodados   afirmam que  apesar de tudo os hits duram pouco; esquecendo porém que  soma dos poucos geralmente resulta em nada, onde ao final talvez não sobre ninguém para apagar a luz deste escuro futuro musical. Talvez como Balero afirmou seja nescessário demitirmos "nosso patrão" né?
   
Reações:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

A música pulsa como um Eco, estes sons meus amigos são os nossos teleco tecos que vibrantes pulsam igual nossos corações, valeu o comentário!!