sexta-feira, 15 de maio de 2009

Dia 13 de maio - Libertação e identidade

No último dia 13 de maio foi "celebrado" a suposta libertação dos escravos no Brasil. Uma suposta liberdade, dada por uma princesa encurralada, para um povo que nunca desistiu de lutar por ela onde diga-se de passagem, já estava conquistada antes mesmo da promulgação da mesma, dado o poder de organização da raça negra até então subjulgada. Procurando um samba para falar sobre isto, que tratasse o dia 13 de maio como um momento de reflexão e não celebração me lembrei deste samba composto por Jorge Aragão chamado Identidade, afinal hoje um açoite tão violento e disfarçado nos rodeia: a escravidão social, escravidão esta que não é só tocante a negros, mas também a toda uma classe na qual um senso comum dominante e poderoso busca mante-lá totalmente aprisionada. por Fábio
Identidade - Jorge Aragão
Elevador é quase um templo
Exemplo pra minar teu sono
Sai desse compromisso
Não vai no de serviço
Se o social tem dono, não vai...
Quem cede a vez não quer vitória
Somos herança da memória
Temos a cor da noite
Filhos de todo açoite
Fato real de nossa história

Se o preto de alma branca pra você
É o exemplo da dignidade
Não nos ajuda, só nos faz sofrer
Nem resgata nossa identidade
Reações:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

A música pulsa como um Eco, estes sons meus amigos são os nossos teleco tecos que vibrantes pulsam igual nossos corações, valeu o comentário!!