sábado, 11 de dezembro de 2010

Neste domingo um dos maiores violocenlistas do mundo, Antonio Menesses, no Programa Ensaio as 23:00 na TV Cultura


Com grande destaque internacional, o músico é um dos mais importantes do gênero erudito no Brasil, já colaborou com maestros como Herbert von Karajan, Ricardo Mutti, Mstislav Rostropovich, entre outros. No Ensaio desde domingo Fernando Faro recebe um dos mais importantes músicos eruditos brasileiros: o violoncelista Antonio Meneses. Nascido em Recife, mas criado no Rio de Janeiro, cresceu no seio de uma família musical. Seu pai foi o primeiro Trompa da Ópera do Rio de Janeiro e, ainda muito cedo, o incentivou a tocar instrumento de corda para seguir carreira musical em orquestras. O programa vai ao ar neste domingo (12/12), às 23h, na TV Cultura. O músico lembra que aos 16 anos conheceu o violoncelista italiano Antonio Janigro, que o convidou para frequentar suas aulas em Düsseldorf e, mais tarde, em Stuttgart, na Alemanha.

Em 1977 ganhou o 1º Prêmio no ARD Concurso Internacional de Munique e, em 1982, o 1º Prêmio e Medalha de Ouro no Concurso Tchaikovsky, em Moscou. Com grande destaque internacional, Antonio Meneses apresenta-se com as mais importantes orquestras do mundo, como a Filarmônica de Berlim, a Sinfônica de Londres e a Filarmônica de Nova Iorque. Entre os maestros com quem colaborou estão Herbert von Karajan, Ricardo Mutti, Mstislav Rostropovich, entre outros. Durante o programa, Antonio Meneses, que atualmente mora na Suíça, conta que conquistar a cidadania daquele país o deixou muito feliz, pois depois de muitos anos vivendo fora deixaria de ser “estrangeiro”. Contudo, o músico não perdeu sua cidadania brasileira. Ele ainda lembra situações divertidas que passa ao transportar o seu instrumento, que sempre viaja ao seu lado no avião, como se fosse um passageiro, mesmo quando está de primeira classe. No repertório do programa, músicas como Sarabanda (J. S. Bach), Sinfonia Concertante (Prokofiev), Dom Quixote (Richard Strauss), O Trenzinho do Caipira (Heitor Villa-Lobos), Aboio (Clóvis Pereira) e Bourreess (J. S. Bach).
Reações:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

A música pulsa como um Eco, estes sons meus amigos são os nossos teleco tecos que vibrantes pulsam igual nossos corações, valeu o comentário!!