quinta-feira, 2 de junho de 2011

Desafina mais quem canta sozinho


Pois é, hoje esta ficando proibido até cantar. Pedro Miranda já disse em uma de suas músicas: "Se o povo não desafinasse cantor vivia de pedir esmola". Trágico ou cômico? Nesta tal sociedade moderna onde todo mundo quer ser cantor, as pessoas estão impedindo o tão necessário "grito coletivo". Vou repetir desafina mais quem canta sozinho! Vamos resgatar o coro dos estádios, das serestas ou mesmo dos bares sujos onde em uníssona voz não se há preocupação de estarmos ou não dentro do tom. Desformatemos o paradgma que insiste em dizer que só pode cantar quem é menestrel. Criemos novos terreiros de samba, coletivos musicais, grupos onde a intuição impere, sem rótulos ou padrões. E deixemos de lado este adjetivo incomodo que insiste dizer que para estrelar não se pode errar, e as vezes o que é pior, não se pode nem ao menos tentar. Pare e chame o amigo do lado; cante mesmo sem ser ensaiado, cante por cantar, cante para errar, cante para somar. Afinal a vida já esta formatada demais e o tempo urge igual um trem desgovernado, sempre impedindo de criar novas melodias coletivas. Chame seu pai, amigo, irmão, mãe, namorada e os convide a cantar e mesmo que digam: Vamos desafinar! Passe logo este recado: Amigo desafina mais quem canta sozinho!! Todas estas metáforas me fizeram lembrar do filme mudança de hábito.

Reações:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

A música pulsa como um Eco, estes sons meus amigos são os nossos teleco tecos que vibrantes pulsam igual nossos corações, valeu o comentário!!