segunda-feira, 2 de maio de 2016

"Se o povo não desafinasse, o cantor vivia de pedir esmola"

Salve meu povo.... Frio? Esses dias  ouvi muito  Pedro Miranda, não sei se vocês conhecem, Grupo Semente, Teresa Cristina, Lapa Moderna... e por aí vai. Uma obra muito legal, acho que devem ser três discos com músicas muito sacadas e claro aquela boa pimentinha musical, essencial para tempos em que a grande mídia continua empurrando um monte de coisa ruim no ouvido da geral.  
Mas a conversa é outra; tem uma música muito legal de Miranda que se chama “Meio Tom”,  que tem um refrão muito bem  sacado: “Se o povo não desafinasse, o cantor vivia de chapéu de esmola”. Nela o sujeito vai ao médico, escola e o &*#@ a quatro para tentar adequar seu jeitão a um suposto padrão musical...  Em  poucas linhas  genialmente Miranda critica a “falta” de aceitação a novos  trabalhos e propostas musicais. Como resultado sobra aos nossos ouvidos e cérebros, muita música que serve só para movimentar cardumes viciantes. Viche, já pensou na hipótese de um mundo onde todos tivessem um canário do reino no gogó? Haja "esmola" meu povo. 

Reações:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

A música pulsa como um Eco, estes sons meus amigos são os nossos teleco tecos que vibrantes pulsam igual nossos corações, valeu o comentário!!