terça-feira, 2 de dezembro de 2008

2 DE DEZEMBRO DIA NACIONAL DO SAMBA


Foto de confraternização na chácara Quilombola


O Dia Nacional do Samba surgiu por iniciativa de um vereador baiano, Luis Monteiro da Costa, para homenagear Ary Barroso. Ary já tinha composto seu sucesso "Na Baixa do Sapateiro", mas nunca havia posto os pés na Bahia. Como o dia 2 de dezembro foi a data que ele visitou Salvador pela primeira vez; a data foi se espalhando pelo Brasil e hoje virou uma comemoração nacional. Eu fazia parte de uma roda de samba composta por aproximadamente 90 pessoas, onde cada um compõem e samba de seu próprio jeito. Tem os que sambam cozinhando, os que sambam organizando, os que sambam tocando e cantando, mas como em toda roda, existem também aqueles que ainda não pegaram o ritimo para o nosso samba, o que vejo como natural, afinal para se contagiar e começar a ser sambista neste Projeto leva um certo tempo. A exemplo de outros ritimos, classicos e populares, o samba tem sua singularidade, pintado em um quadro de cotidianos distintos. Particularmente acredito que iludem-se aqueles que priorizam sambar sozinhos, pois o samba não se baseia só no talento individual de cada um; devendo-se adicionar a ele experiênicias de vivências coletivas para que ele se eternize; sua própria história de concepção provou isto muitas vezes através da figura de mestres como Cartola, Nelson Cavaquinho, Paulo da Portela e Silas de Oliveira, este último, que condensou e retratou lindamente através do samba "Aquarela Brasileira" toda beleza do território brasileiro, vídeo que disponho abaixo apresentado sobre a voz de Dudu Nobre sambista da nova geração. Salve o samba nosso patrimônio nacional. por Fábio

Reações:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

A música pulsa como um Eco, estes sons meus amigos são os nossos teleco tecos que vibrantes pulsam igual nossos corações, valeu o comentário!!