quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Papo de Teleco Teco: Toda tradição e importância de mestre Salustiano

“Eles são as sementes e eu sou a raiz” por Mestre Salu

Como se faz um mestre? Esqueça noites infindáveis debruçado em livros, e palavreados que deixariam até o Aurélio confuso. Não se apegue a títulos como ornamentárias e desapegue-se de teorias do certo ou errado. Assim viveu mestre Salustiano considerado pela nova geração de músicos de Pernambuco como o fundador do movimento Mangue Beat. Referência em trabalhos de Siba, Chico Science e Antonio de Nobrega, mestre Salu foi um defensor das tradições pernambucanas ligadas ao coco, a ciranda, o aboio de vaquejada, o forró pé-de-serra, o cavalo-marinho, o caboclinho, o mamulengo e o maracatu.


Seu reconhecimento foi tão grande e importante para Pernambuco que foi agraciado pelo presidente da república com o título de comendador da Ordem do Mérito Cultural merecidamente. Mestre Salustiano provou à todo Brasil o valor contido na cultura nordestina, unindo o tradicional e o moderno, conseguindo não só a cinergia para a própria evolução cultural pernambucana como também a militância entre as novas gerações na manteneção destes ícones como um instrumento transformador e social.



Abaixo um dos poucos albuns de mestre Salu, um verdadeiro clássico da música brasileira intitulado "Sonho de Rabeca", clica ai e sinta Pernambuco nas veias, infelizmente Mestre Saulustiano nos deixou mas sua importância será eterna

Sonho de Rabeca - Mestre Salustiano













Atenção: Este link encontra-se na Internet através de blogs e não é de responsabilidade do Ecos do Teleco Teco devendo ser deletado de seu micro no período máximo de 24 horas.Recomendamos que adquiram o cd na intenet através de sites como http://www.buscape.com.br/ ou similares preservando os direitos do ator)
Reações:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

A música pulsa como um Eco, estes sons meus amigos são os nossos teleco tecos que vibrantes pulsam igual nossos corações, valeu o comentário!!