sexta-feira, 8 de abril de 2011

Papo futurístico e a música literalmente comercial.


Estes dias estava com a minha famosa amiga noturna chamada insonia e o controle remoto correu solto pelos canais. E como de madrugada só passa filme de mil novecentos e nada me dei de cara com um especial de pancadaria com Stallone e Snipes intitulado "O Demolidor". Entre o festival de pancadas e destruição, uma coisa que me chamou atenção no filme foi a indagação de fatos "futuristicos" meio absurdos. Minha maior surpresa foi o momento que Sandra Bullock liga o rádio e começa a cantar musicas de comerciais antigos ao melhor estilo cultura pop. Stallone assustado pergunta então pergunta o que era aquilo, e a morenona diz sorridente diz que eles ouviam muito daqueles clássicos naquele futuro. Assustador, mesmo sendo ficção não? O bom desta história é que se isto realmente concretizasse elas durariam apenas 30 segundos kkk. No mais cruzemos os dedos e rezemos para que isto não se concretize; apesar de já ter coisa parecida com isto rolando em alguns veículos de comunicação, vai saber não? Olha que esta conversa até me fez lembrar uma música do Gil.



Cérebro Eletrônico
Composição : Gilberto Gil

O cérebro eletrônico faz tudo
Faz quase tudo
Faz quase tudo
Mas ele é mudo

O cérebro eletrônico comanda
Manda e desmanda
Ele é quem manda
Mas ele não anda

Só eu posso pensar
Se Deus existe
Só eu
Só eu posso chorar
Quando estou triste
Só eu

Eu cá com meus botões
De carne e osso
Eu falo e ouço.
Eu penso e posso

Eu posso decidir
Se vivo ou morro por que
Porque sou vivo
Vivo pra cachorro e sei
Que cérebro eletrônico nenhum me dá socorro
No meu caminho inevitável para a morte

Porque sou vivo
Sou muito vivo e sei
Que a morte é nosso impulso primitivo e sei
Que cérebro eletrônico nenhum me dá socorro
Com seus botões de ferro e seus olhos de vidro
Reações:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

A música pulsa como um Eco, estes sons meus amigos são os nossos teleco tecos que vibrantes pulsam igual nossos corações, valeu o comentário!!