terça-feira, 24 de julho de 2012

Mas será o Benedito?


Meu avô sempre usava uma expressão quando vivo: "Mas será o Benedito?" E ao chegar ao lugar um altar já indicava: este samba merece respeito. Até Nelson Rufino se referenciou ao "Dito" que move a Comunidade e aos Ditos que sempre, sem vangloriar da meritocracia, vão mudando o cenário cultural da cidade de Limeira. E o cardápio foi farto com uma suculenta feijoada, Nelson Rufino e Vanderlei Monteiro  uma verdadeira aula de samba e partilha  em um verdadeiro exemplo de acessividade para com os convidados, algo que pouco se vê hoje em dia. Tive oportunidade de ouvir uma conversa de alguns presentes que perguntavam os porquês daquela reunião enquanto degustavam da maravilhosa feijoada com indagações do tipo motivo econômico? Prazer? Preocupação social? Infelizmente ainda olhares desconfiados não conseguem  apreciar e entender tais processos que  inflamam pessoas realmente comprometidas ao simples fato de se comprometerem; e quando isto acontece meus caros 15 podem se tornar um milhão. Se pudesse ter participado da conversa que presenciei diria sem pestanejar  que o que move a comunidade Amigos do Dito é a fé na cultura, nas possibilidades, na amizade e na superação de conflitos sempre sobre a proteção de seu santo protetor, salve São Benedito, ou como diria meu velho "Será o Benedito". Sucesso à todos e vida longa.

Reações:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

A música pulsa como um Eco, estes sons meus amigos são os nossos teleco tecos que vibrantes pulsam igual nossos corações, valeu o comentário!!