quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

A influência das mídias sociais na música...

Foi-se o tempo em que para ouvir nossas canções favoritas precisávamos tomar banho, escolher uma roupa bacana, conseguir uma carona, convidar amigos e enfim, sair pra ir a um clube ou barzinho para assistir um show...
Hoje, na era digital, de pijama e no aconchego do nosso lar, estamos ficando cada vez mais próximos a nossos ídolos.
Ok, não quero em momento algum dizer que é exatamente a mesma coisa, que se tem exatamente a mesma emoção.
Mas quando algum fator nos impossibilita de estar em determinado lugar, numa determinada festa, essas ferramentas são porretas!
E aí, as opções são milhares.
Já podemos “pedir amizade” ou “solicitar para seguir” nas redes sociais e acompanhar cada passo dos nossos ídolos. Podemos também dar aquele “joinha” nas páginas das bandas e ficar por dentro de tudo que acontece sem precisar comprar os jornais e revistas.
Depois, começou-se através dos vídeos gravados e posteriormente publicados no youtube, facebook e instagram. Digamos que já tínhamos dado um grande passo.
As bandas e grupos se colocaram mais a vista e a disposição do público. Estamos também na moda dos ensaios abertos. E quer coisa mais gostosa e descontraída que isso? Poder participar de perto da escolha do repertório, sugerir músicas, ver o ajustes de tons, ver o talento individual de cada integrante. Podemos dar pitacos a vontade, afinal, os músicos estão ali a disposição para isso.
E sobre os lançamentos? Antes precisávamos esperar os LPs ou CDs chegarem as lojas. Nossa Senhora da Ansiedade ficava com as orelhas fervendo. Ahhh, os dias de hoje! Em pouquíssimo tempo após o anuncio, as plataformas de música já estão com tudo lá disponível. Um clique e pronto: a canção já está no seu celular para você escutar quantas vezes quiser.
Está escutando uma canção e quer saber qual é? Simples. Tem app de reconhecimento de música. Basta colocar um trechinho e ele busca, nome, artista, disponibiliza a letra e a canção para escutar. Impressionante não é mesmo?
Se quiser se aprofundar na história de determinado cantor, escutar suas músicas mais antigas, tá tudo ali disponível. A internet veio pra facilitar e muito nesse sentido, como por exemplo, encontrar todo tipo de informação que você precisa. Santo Google!  
Como tudo que é bom ainda pode melhorar, agora existe as live. Ohhhh, coisa boa!
Confesso que sou fã desse recurso. Esse ano então, tenho acompanhado vários artistas dessa forma. Em tempo real, você pode assistir o show, comentar, pedir música, mandar ou pedir beijo pra mãe,pra tia e pro cachorro, pode fazer perguntas e mostrar que você está ali, ligadinho em tudo que está acontecendo.
Se tá todo mundo usando direitinho essa ferramenta: claro que não. Como tudo nesse mundo, existem pessoas que não tem bom senso. Mas uma coisa é certa: sabendo usar com responsabilidade, tantos as bandas como nós fãs, somos muito beneficiados.
Você tem a chance de acompanhar programas de rádio, bastidores de TV, divulgação de trabalho, agenda de shows, passagens de sons, o próprio show, tudo através das live, que estão disponíveis nas duas redes sociais mais utilizadas: Facebook e Instagram. Em qualquer lugar do planeta que você esteja, se tiver uma conexão com a internet, pronto; você estará acompanhando tudo de "perto".
Acredito que não para por aí: muita coisa boa ainda está para chegar. A ideia é uma só: conectar as pessoas e fazer com que a música atravesse fronteiras e vá muito mais longe.

Nós que somos apaixonados por música, agradecemos e muito! 
Reações:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

A música pulsa como um Eco, estes sons meus amigos são os nossos teleco tecos que vibrantes pulsam igual nossos corações, valeu o comentário!!